Associação Pomba da PazInstituição Particular de Solidarieadade Social
Quem Somos > Ligações

PNL
O Plano Nacional de Leitura tem como objectivo central elevar os níveis de literacia dos portugueses e colocar o país a par dos nossos parceiros europeus.

É uma iniciativa do Governo, da responsabilidade do Ministério da Educação, em articulação com o Ministério da Cultura e o Gabinete do Ministro dos Assuntos Parlamentares, sendo assumido como uma prioridade política.

Destina-se a criar condições para que os portugueses possam alcançar níveis de leitura em que se sintam plenamente aptos a lidar com a palavra escrita, em qualquer circunstância da vida, possam interpretar a informação disponibilizada pela comunicação social, aceder aos conhecimentos da Ciência e desfrutar as grandes obras da Literatura.

Um desígnio nacional

O impacto do Plano Nacional de Leitura será tanto mais significativo, na medida em que for considerado como um desígnio nacional. À semelhança do que tem acontecido nos países que lançaram projectos análogos, o sucesso depende da intervenção de todos e de cada um.

A par dos programas de promoção da leitura lançados no quadro do Plano, é desejável que surjam livremente múltiplas e variadas iniciativas, de âmbito local, regional e nacional, levadas a cabo por organizações da sociedade civil, por profissionais e por voluntários.
Bem Vindo à Casa da Leitura
"A Casa da Leitura nos seus distintos níveis de leitura, oferece não apenas a recensão de mais de 850 títulos de literatura para a infância e juventude, organizados segundo faixas etárias e temas, com actualização periódica semanal, como desenvolve temas, biografias e bibliografias. Tudo dirigido preferencialmente a pais, educadores, professores, bibliotecários, enfim, a mediadores de leitores. Em simultâneo, responde às dúvidas mais comuns sugerindo um conjunto de práticas destinadas às famílias e aos mediadores."
www.cativar.com
"Somos uma equipa apostada em cativar talentos para a produção de projectos de comunicação e conteúdos que valorizem a Língua Portuguesa e a inclusão. Somos criativos, escritores, ilustradores, cozinheiros, jornalistas, animadores, informáticos, músicos, pintores, costureiros, produtores, técnicos, catraios, papagaios e todos os outros que se queiram juntar a esta rede para criar laços.
Não nos limitamos a imaginar, pomos mesmo as mãos na massa!"
APEI
Associação de Profissionais de Educação de Infância.

"O objectivo último de uma associação deste tipo é constituir-se como um espaço de identidade profissional do conjunto dos educadores. Ora, para se afirmar como uma referência identitária, tem que trabalhar, simultaneamente na consolidação de um saber próprio dos educadores e na elaboração de normas de conduta profissional (...) Neste momento de transição a APEI tem de se assumir como um espaço de referência e de debate assegurando as rupturas e as continuidade necessárias à evolução dos educadores de infância"[i/]
António Nóvoa (CEI nº 16)
www.aprevenir.com
"A Associação Prevenir é uma ONG sem fins lucrativos, para a Prevenção e Promoção da Saúde, através de:

• Criação e implementação de programas: Promoção de Competências Psicossociais, Prevenção das Toxicodependências, Prevenção de Acidentes no Trabalho, Prevenção do Stress Ocupacional, Formação de Agentes Educativos e de Saúde, Formação para Empresas.

• Avaliação e Investigação: a Associação Prevenir desenvolve o seu trabalho com um investimento forte ao nível da avaliação e investigação. Todos os programas são acompanhados de um adequado processo de investigação, para podermos obter um conhecimento mais correcto da realidade e do trabalho efectuado (Investigação-acção).

Com estes objectivos desenvolve desde a sua constituição, ano 2002, vários programas de prevenção precoce e promoção do ajustamento psicológico no meio escolar, instrumentos e materiais de apoio aos programas, acções formativas (Educadores, Professores e Técnicos) e outras actividades.

Ao nível da implementação dos programas conta com o apoio de várias entidades públicas e privadas."
.
A Arisco, Instituição para a Promoção Social e da Saúde, é uma Instituição de Solidariedade Social, constituída em 16 de Novembro de 1993.
CPCJ Loures
As Comissões de Protecção de menores surgiram em Portugal em 1978. Em 1991 as CPM surgem como entidades autónomas envolvendo as comunidades locais e enquadradas pelo Decreto-Lei 189/91.

Em 1 de Janeiro de 2001 com a entrada em vigor da Lei n.º 147/99 - Lei de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo (LPCJ), as Comissões são reorganizadas passando a designar-se de Comissão de Protecção de Crianças e Jovens - CPCJ.

As Comissões de Protecção de Crianças e Jovens são entidades oficiais não judiciárias, baseadas numa lógica de parceria local, com autonomia funcional, que visam promover os direitos da criança e do jovem e de prevenir ou pôr termo a situações susceptíveis de afectarem a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral, deliberando com imparcialidade e independência.

A CPCJ de Loures foi instalada pela Portaria n.º 405/2003, de 19 de Maio.
Contos da Lua Nova
Foi-nos dado a conhecer este cantinho na formação "Quem conta um conto", realizada na nossa Instituição em parceria com a APEI.

"O nosso conto
Foi numa noite de Luar que nos juntámos pela primeira vez.
Foi numa noite de Lua Nova que nos formámos como Grupo de Contadores.
Muitas Luas e muitos Sois esperamos passar juntos pelo simples prazer de Contar e Ouvir Histórias!"
junior.TE.pt
"Junior - Brincar e Aprender, como deve ser!"
.
A “Associação Passo a Passo” foi criada em 2001 e reconhecida como IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social) pelo Decreto-Lei nº 118/02 de 22 de Maio.

A “Passo a Passo” surgiu como resultado de várias preocupações e inquietações por parte de um grupo de profissionais de Saúde e de Justiça, face à crescente institucionalização de crianças, muitas das vezes como resultado das fracas condições sócio-económicas das famílias.

No âmbito da Rede Social do concelho de Loures participamos nas Comissões Sociais das Freguesias da Portela e de Santo António dos Cavaleiros e nas Comissões Sociais Interfreguesias da Apelação/Frielas/Unhos e Camarate/Sacavém/Prior Velho.